Combates em Sirte matam pelo menos sete soldados líbios e deixam 28 feridos

Trípoli, 28 mai (EFE).- Pelo menos sete soldados das forças sob o comando do governo líbio de unidade morreram e 28 ficaram feridos em combates com jihadistas do braço líbio do Estado Islâmico na entrada da cidade oriental de Sirte, reduto do EI no Mediterrâneo.

Segundo informou à Agência Efe um porta-voz da aliança governista, os soldados morreram no sábado quanto tentavam chegar à citada cidade e foram repelidos pelos comandos radicais que a defendem.

No terreno ficaram cerca de 40 corpos jihadistas, acrescentou a fonte, informação que não pôde ser verificada por fontes independentes.

"Nossas tropas fizeram explodir um veículo do EI perto de Al Jamsin antes que este chegasse a seu alvo", disse a fonte que preferiu não ser identificada.

Uma segunda fonte da aliança governista no cerco de Sirte garantiu, por sua vez, que aviões de combates desconhecidos bombardearam posições do EI em Sirte, sem que até o momento se conheça se deixaram vítimas.

A Líbia é um estado fracassado, vítima do caos e da guerra civil, desde que em 2011 a comunidade internacional apoiou a revolta rebelde e contribuiu militarmente para a queda do regime ditatorial de Muammar Kadafi.

Atualmente o país tem três governos. Um em Trípoli, que a ONU considera rebelde; outro em Tobruk, que a comunidade internacional reconhecia até agora como o único legal apesar de em outubro ter perdido a legitimidade.

E um terceiro chamado de união nacional, que nenhum dos outros dois governos reconhece e que é apoiado pelas Nações Unidas e a União Europeia, embora careça da legitimidade no parlamento de Tobruk.

Do conflito tiraram proveito os grupos jihadistas, e especialmente o braço líbio da organização extremista Estado Islâmico (EI), que em apenas um ano avançou para o litoral e conquistou a cidade de Sirte, seu principal reduto no Mediterrâneo.

Há um mês, uma aliança de milícias sob o comando do governo de unidade prepara-se para atacar Sirte, sob controle dos jihadistas há um ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos