Detidos na Bulgária 60 refugiados procedentes do acampamento de Idomeni

Sófia, 28 mai (EFE).- O Ministério do Interior da Bulgária informou neste sábado que 60 imigrantes, supostamente refugiados do acampamento improvisado de Idomeni desalojado nesta semana, foram detidos no país por ter entrado desde a Grécia de forma ilegal.

Os imigrantes, cujas nacionalidades não foram reveladas, entraram na região de Petrich, no sudoeste da Bulgária, precisou à Agência Efe uma porta-voz ministerial.

As autoridades búlgaras negociam com as gregas a devolução destas pessoas a território heleno.

Por sua vez, o Ministério búlgaro de Defesa indicou que o controle fronteiriço com a Grécia foi reforçado com unidades do Exército.

A polícia grega desalojou o acampamento de Idomeni, junto à fronteira com a Macedônia, onde estavam aglomeradas milhares de pessoas depois que os países da chamada "rota dos Bálcãs" (Macedônia, Sérvia, Hungria, Croácia, Eslovênia e Áustria) fecharam suas fronteiras aos refugiados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos