Exército iraquiano estreita cerco ao grupo Estado Islâmico dentro de Faluja

Bagdá, 29 mai (EFE).- As forças iraquianas estão estreitando o cerco ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI) dentro da cidade de Faluja, que é alvo de uma ofensiva militar há uma semana, informou neste domingo o primeiro-ministro do Iraque, Haidar al Abadi.

Durante seu discurso em uma sessão parlamentar, Al Abadi acrescentou que o lançamento da terceira fase para a libertar essa cidade ocorrerá "nas próximas 48 horas".

Além disso, o chefe do governo iraquiano voltou a chamar os cidadãos de Faluja, a 50 quilômetros de Bagdá, para que abandonem a cidade através dos corredores humanitários abertos pelas forças iraquianas ou, se não puderem, que permaneçam em suas casas.

O primeiro-ministro também pediu aos grupos políticos que deixem de lado suas diferenças ou as adiem até o fim das operações militares, já que a situação atual exige a solidariedade de todos.

Quanto aos avanços da ofensiva, uma fonte militar iraquiana disse à Agência Efe que as tropas libertaram hoje as zonas de Al Buhaua, Al Yamila e Al Hasi, ao sul de Faluja, em uma operação na qual mataram mais de 50 supostos terroristas e destruíram vários veículos.

Além disso, libertaram uma ponte estratégica que une a zona de Ao Saqlauiya à aldeia de Al Zagarid, ao norte de Faluja.

Além disso, a fonte confirmou que está se estreitando o cerco dentro de Faluja e que as tropas estão esperando as ordens dos altos comandantes para lançar o ataque ao centro da cidade.

Hoje é o sétimo dia desde que começou a ofensiva e neste tempo foram libertadas a população de Al Karama e cerca de 20 povoados e zonas nos arredores da cidade, que era contrada pelo grupo jihadista há mais de dois anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos