Exército iraquiano repele ataque do EI no Iraque e mata 35 jihadistas

Bagdá, 29 mai (EFE).- Pelo menos 35 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram neste domingo quando o Exército iraquiano repeliu um ataque que tinham lançado contra a cidade de Hit, localizada na província oriental de Al-Anbar, informou à Agência Efe uma fonte policial.

Dezenas de combatentes do EI, entre eles oito terroristas suicidas que levavam cinturões explosivos, atacaram Hit, mas foram cercados pelas tropas iraquianas na zona de Al Mashtal, situada no centro da cidade.

A fonte destacou que após enfrentamentos entre ambos os grupos, a calma voltou a Hit e as forças governamentais controlam a zona.

As tropas, com o respaldo de milicianos de clãs sunitas locais, conseguiram em abril tomar o domínio dessa cidade, que fica no oeste de Al-Anbar, onde o EI tem uma presença notável.

Ontem o Exército informou em comunicado que pelo menos 110 supostos membros do grupo radical foram mortos e outros 20 ficaram feridos no marco da operação para arrebatar dos jihadistas a cidade de Faluja, a segunda maior de Al-Anbar.

A nota afirmou que mais de 2 mil pessoas foram evacuadas de Faluja em 24 horas, através de corredores seguros criados pelas forças iraquianas.

Segundo as Nações Unidas, na cidade há cerca de 50 mil civis presos e em situação de alto risco, especialmente agora que espera-se que a violência na cidade aumente com o avanço das milícias e tropas de Bagdá.

Na segunda-feira passada, o Exército iraquiano anunciou o começo de uma ofensiva para libertar a estratégica Faluja do controle do EI, que a ocuparam em janeiro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos