Kim Jong-un assiste partida de basquete entre equipe norte-coreana e China

Seul, 30 mai (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, assistiu a uma partida de basquete entre a equipe norte-coreana Sobaeksu e a seleção olímpica masculina da China, informou nesta segunda-feira a agência estatal de notícias "KCNA".

O líder, um ávido amador deste esporte, "expressou grande satisfação pela bem-sucedida partida que mostra uma profunda amizade, com uma admirável técnica", detalhou a agência norte-coreana.

Embora a "KCNA" não tenha especificado a data do encontro, afirmou que a equipe de Pyongyang venceu Pequim por 82 a 73.

A torcida de Kim Jong-un pelo basquete ganhou as capas dos meios de comunicação internacionais quando o ex-jogador americano da NBA Dennis Rodman visitou a Coreia do Norte em 2013 e 2014.

É a primeira vez que a imprensa estatal informa sobre o comparecimento de Kim em um evento relacionado com a China desde julho de 2013, quando visitou o cemitério de soldados chineses enterrados na Coreia do Norte que combateram na Guerra da Coreia (1950-53), segundo a agência sul-coreana "Yonhap".

As relações bilaterais entre ambos foram danificadas após os testes nuclear e de mísseis que o regime norte-coreano realizou no começo do ano.

Os especialistas da vizinha Coreia do Sul consideram que este gesto poderia ser um sinal das tentativas de ambos países para solucionar suas desavenças, embora acreditem que uma aproximação em um futuro iminente será difícil enquanto Pyongyang não abandonar seu programa nuclear, segundo fontes consultadas pela "Yonhap".

As relações entre ambos países começaram a esfriar quando o grupo de pop apoiado pelo líder norte-coreano, as Moranbong, cancelou repentinamente sua turnê na China, onde ofereceria três concertos em dezembro do ano passado para membros do Partido Comunista chinês em Pequim.

Tratava-se da primeira atuação no exterior das Moranbong, uma turnê que coincidiu com o anúncio por parte da Coreia do Norte que possuía a bomba de hidrogênio.

A China, principal parceiro comercial da Coreia do Norte, faz parte do Conselho de Segurança da ONU -que impôs duras sanções ao fechado país por seus testes armamentista-, embora sempre se mostrou partidária de fazer esforços para evitar um impacto na população e as necessidades humanitárias dos norte-coreanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos