Presidente e vice da Associação de Jornalistas do Egito são detidos

Cairo, 30 mai (EFE).- O presidente da Associação de Jornalistas do Egito, Yehia Qalash, e seu vice-presidente, Khaled al Balshi, foram detidos nesta madrugada, acusados de ter dado refúgio a dois membros desse organismo procurados pela justiça e por divulgar informações falsas.

Junto a eles também foi detido o secretário-geral, Gamal Abdel Raheem, e os três permanecem em custódia policial na Delegacia de Qasr al Nil, no centro do Cairo, à espera de comparecer perante um juiz, informaram à Agência Efe fontes judiciais.

A Procuradoria-Geral egípcia tinha ordenado nesta segunda-feira sua libertação prévia com pagamento de uma fiança de 10.000 libras (cerca de US$ 1.000), mas os três jornalistas se negaram a pagar esse valor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos