Presidente eleito das Filipinas usará militares para combater corrupção

Manila, 31 mai (EFE).- O presidente eleito das Filipinas, Rodrigo Duterte, anunciou nesta terça-feira que vai utilizar as Forças Armadas do país para identificar funcionários públicos corruptos e policiais que participem de atividades como o tráfico de drogas.

"Os militares são os que vão aplicar mão firme contra os policiais que estejam envolvidos com as drogas", explicou Duterte em entrevista transmitida pela emissora "ANC", um dia após ser proclamado vencedor do pleito realizado no dia 9 de maio.

O polêmico Duterte, que assumirá o cargo no próximo dia 30 de junho, reiterou que executará os traficantes em sua luta contra o crime. "Não destruam meu pais, não destruam a juventude, porque senão irei matá-los", enfatizou o presidente eleito.

Além da polícia, Duterte afirmou que combaterá firmemente a corrupção presente na maioria das agências governamentais, entre as quais destacou as que regulam os setores tributário, alfandegário e de transportes do país.

"A razão pela qual consegui a maioria dos votos nas eleições não é porque sou conhecido. É porque não quero corrupção. Nada de corrupção. Serei muito duro", reiterou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos