Armero paga fiança de US$ 1,5 mil após ser preso por agredir esposa nos EUA

Miami, 1 jun (EFE).- O lateral-esquerdo Pablo Armero, ex-Palmeiras e Flamengo, foi acusado nesta quarta-feira de violência doméstica após ter sido preso ontem em um hotel de Miami Beach, nos Estados Unidos, por ter agredido sua esposa, María Elena Bazán, de acordo com o relatório da polícia.

O jogador colombiano, que hoje atua na Udinese e disputou a Copa do Mundo de 2014, recebeu uma ordem para se manter afastado de sua esposa. A Justiça também determinou uma fiança de US$ 1,5 mil, valor pago por Armero para deixar a prisão, segundo a emissora "CBS".

A vítima garantiu aos policiais que este incidente faz parte de um histórico de violência doméstica por parte do jogador, que não foi convocado pelo técnico José Pekerman para a Copa América, que terá início nesta sexta-feira com a partida entre EUA e Colômbia.

Policiais foram ao Hotel Metropolitan alertados por várias queixas dos hóspedes devido ao escândalo registrado em um dos quartos. Segundo o relatório da polícia, ao qual a Agência Efe teve acesso, os dois filhos do casal estavam em outro quarto.

Os agentes disseram que "encontraram cabelo humano no chão do quarto do hotel" e a mulher "sem parte de seu cabelo" que, chorando, afirmou que tinha sido atacada pelo lateral, de 29 anos.

De acordo com o relatório, Armero teria usado uma máquina para cortar o cabelo da mulher à força. Por outro lado, o jogador disse aos agentes que só teria feito isso atendendo a um pedido de sua esposa, versão despedida por Bazán.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos