EUA realizam ataque aéreo contra um dos líderes do Al Shabab na Somália

Washington, 1 jun (EFE).- O Pentágono afirmou nesta quarta-feira que realizou um bombardeio contra um dos principais líderes do grupo terrorista Al Shabab no sul da Somália, apesar de ainda estar tentando determinar se o extremista morreu no ataque.

Segundo um comunicado do porta-voz do Pentágono, Peter Cook, o objetivo do bombardeio, efetuado no dia 27 de maio, era Abdullahi Haji Daud, um dos principais comandantes da organização terrorista.

O Pentágono considera que Daud era responsável por coordenar os ataques da milícia na Somália, Quênia e Uganda. Além disso, ele teria liderado o Amniyat, o serviço de inteligência do Al Shabab.

"Daud é responsável pela morte de muitas vidas inocentes em ataques que ele planejou e executou. Temos certeza que a eliminação de um comandante experiência vai diminuir a capacidade de planejamento do Al Shabab e salvar potenciais vidas", disse Cook.

O porta-voz do Pentágono acrescentou que o resultado do bombardeio está sendo avaliado para confirmar a morte de Daud.

O Al Shabab, que em 2012 anunciou sua adesão formal à Al Qaeda e luta para instaurar um estado islâmico de orientação wahhabista na Somália, foi incluído em março de 2008 na lista de organizações consideradas como terroristas pelo governo americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos