Ex-presidente da Colômbia apoia decisão de Almagro contra Venezuela

Bogotá, 31 mai (EFE).- O ex-presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, expressou nesta terça-feira seu apoio ao secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, por invocar a Carta Democrática da organização continental para a Venezuela.

"É necessário aplicar a Carta Democrática à Venezuela, a ditadura violou todos os preceitos democráticos. Nesse momento é preciso ativar a Carta Democrática", disse Uribe aos jornalistas em Bogotá.

Além disso, o ex-presidente colombiano afirmou que há muitas vozes democratas no continente celebrando a determinação de Almagro. "Nós unimos nossa voz de apoio ao doutor Almagro. Afortunadamente, a OEA mudou de orientação", disse.

Almagro apresentou hoje um relatório no qual aciona a Carta Democrática da OEA para a Venezuela por considerar que há uma "alteração da ordem constitucional que afeta gravemente a ordem democrática" nesse país.

"A Secretaria-Geral da OEA considera que a crise institucional da Venezuela demanda mudanças imediatas nas ações do Poder Executivo, com o risco de cair de forma imediata em uma situação de ilegitimidade", concluiu Almagro em um relatório de 132 páginas.

Uribe, senador do partido opositor Centro Democrático e forte crítico do presidente venezuelano Nicolás Maduro, assegurou que, com essa posição da OEA, "simplesmente estão pedindo (a esse governo) que cumpra com os princípios elementares da democracia".

"O referendo revogatório (pretendido pela oposição) deve acontecer em 2016, disso depende a democracia na Venezuela", assim como a libertação imediata de todas as pessoas ainda detidas por razões políticas, manifestou o político colombiano.

Para Uribe, deve ser restabelecido "o equilíbrio de poderes, a separação dos ramos do poder público" na Venezuela, por isso "é absolutamente justificável e necessário apoiar a decisão do doutor Almagro de acionar a Carta Democrática".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos