Explosão em reduto do regime sírio deixa dois mortos e quatro feridos

Cairo, 2 jun (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram nesta quinta-feira e quatro ficaram feridas em um ataque perpetrado com uma moto carregada com explosivos perto da mesquita Al Julafa al Rashidin, na cidade de Latakia, reduto do regime sírio no norte do país, informou a agência oficial "Sana".

O templo fica na periferia norte de Latakia, situada no litoral mediterrânea e onde mora parte da minoria alauita, à qual pertence o presidente sírio, Bashar al-Assad.

No entanto, o Observatório Sírio de Direitos Humanos elevou o número de vítimas mortais a três e afirmou que entre os feridos, cuja número não especificou, há vários em estado grave.

Além disso, precisou que a moto bomba era conduzida por um terrorista suicida.

Já o Observatório informou que uma mulher morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas por causa do impacto de dois mísseis na cidade de Qardaha, cidade natal de Assad, situada na província de Latakia.

O Observatório também destacou que os grupos rebeldes derrubaram com artilharia um avião de reconhecimento russo em uma zona montanhosa ao norte da cidade de Latakia.

No último dia 23 de maio, dois grandes atentados reivindicados pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) causaram a morte de 184 pessoas nas províncias de Latakia e Tartus, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O EI garantiu que os ataques foram perpetrados como vingança pelos bombardeios da Rússia, aliada do regime de Damasco, na Síria.

Tanto em Latakia como em Tartus, os níveis de violência foram menores que no resto de províncias desde o início do conflito em março de 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos