Hollande diz que paz entre Israel e Palestina deve incluir região

Paris, 3 jun (EFE).- O presidente da França, François Hollande, ressaltou nesta sexta-feira que uma solução para o conflito entre Israel e Palestina deve levar em consideração o conjunto da região, e alertou que caso o processo de paz fracasse, os terroristas "preencherão esse vazio".

Na abertura de uma reunião ministerial focada na resolução dessa crise em Paris, Hollande destacou que, apesar desse enfoque global, a "decisão corajosa da paz" recai sobre israelenses e palestinos.

O evento de hoje conta com a representação de 26 países, além de membros da ONU, da Liga Árabe e da União Europeia (UE), mas não haverá delegação israelense e palestina porque ambos indicaram que o diálogo é impossível atualmente.

O Ministério das Relações Exteriores da França indicou que não está tentando "substituir as partes nem negociar no lugar delas", mas que pretende estabelecer um clima favorável para que israelenses e palestinos voltem a negociar um processo de paz na região.

"Nossa iniciativa é sincera, desinteressada, mas necessária. Peço que todos se mobilizem para conseguir esse objetivo, ou seja, a paz", indicou o chefe da diplomacia francesa, Jean-Marc Ayrault.

A reunião, de um só dia, é, de acordo com o Palácio do Eliseu, "fruto dos esforços franceses para recolocar na agenda internacional a questão da resolução do conflito, que hoje se encontra em um perigoso ponto morto".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos