Polícia pede documentos ao Santander em investigação de lavagem de capitais

Madri, 3 jun (EFE).- A Guarda Civil da Espanha entrou nesta sexta-feira na sede central do Banco Santander em Madri para pedir documentação relacionada com a chamada "Lista Falciani", em relação com um possível caso de lavagem de capitais no banco suíço HSBC.

Segundo informaram à Agência Efe fontes da investigação, a ação dos agentes foi requerida pela Procuradoria Anticorrupção, dentro de uma investigação dirigida pela Audiência Nacional na da Espanha.

Fontes jurídicas acrescentaram que o requerimento se refere a determinadas contas correntes das quais o juiz responsável pelo caso pediu informação em suas pesquisas sobre a "Lista Falciani", que se encontram sob sigilo.

Por sua vez, fontes do Banco de Santander se recusaram a fazer comentários para a Efe sobre esta operação.

O engenheiro de software Hervé Falciani é conhecido pela lista de supostos sonegadores fiscais elaborada com os dados aos quais teve acesso entre 2006 e 2008, quando trabalhou na filial suíça do banco britânico HSBC em Genebra.

Graças a Falciani, os dados bancários de milhares de contribuintes com contas suspeitas de evasão fiscal foram detectados pela Justiça francesa e enviados aos países com os quais a França tem acordos em colaboração fiscal, entre eles Espanha.

Calcula-se que na lista há 3 mil contas do banco HSBC pertencentes a 659 contribuintes espanhóis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos