Guatemala declara estado de calamidade em berço da civilização maia

Cidade da Guatemala, 4 jun (EFE).- O governo da Guatemala declarou neste sábado o estado de calamidade no departamento de Petén, berço da antiga civilização maia e um dos últimos pulmões ambientais da América, devido aos incêndios florestais que destruíram 8.000 hectares e ameaçam outros 200.000.

A decisão foi adotada durante uma reunião de gabinete convocada pelo presidente interino, Jafeth Cabrera, já que o presidente guatemalteco, Jimmy Morales, está em Havana para a Cúpula da Associação de Estados do Caribe (AEC).

Cabrera explicou após a reunião que o estado de calamidade facilita que a ajuda internacional possa ingressar à Guatemala sem maiores problemas.

O presidente interino comentou que, para dar transparência à decisão, tentará que o Congresso a ratifique, uma vez que a comunidade internacional quer apoiar para sufocar os incêndios.

Os governos de Estados Unidos e México ofereceram helicópteros para o transporte de água, produtos químicos para apagar incêndios e alimentos para as equipes que participam dos trabalhos para controlar as chamas.

O departamento de Petén, na fronteira com México e Belize, tem uma extensão de 35.854 quilômetros quadrados e, segundo o porta-voz presidencial, Heinz Hiemann, foram registrados pelo menos 100 incêndios florestais.

O fogo consumiu até agora mais de 8.000 hectares de florestas e 200.000 estão em risco.

Hiemann explicou ainda que o estado de calamidade só vale para o departamento de Petén e terá uma vigência de 30 dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos