Turquia ameaça deixar de ser "barreira" aos problemas da Europa

Ancara, 4 jun (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, fez um duro discurso neste sábado contra a Alemanha, e toda a União Europeia (UE), por conta do reconhecimento do genocídio armênio e ameaçou deixar de ser uma "barreira" aos problemas da Europa, em referência ao acordo para aceitar o envio de refugiados.

"Faço um pedido à Alemanha e a toda Europa: ou resolvemos nossos problemas de forma justa ou a Turquia não será uma barreira frente aos seus problemas e deixará vocês sozinhas com eles", advertiu o político em discurso transmitido pela TV.

A Turquia reagiu duramente à aprovação pelo Parlamento alemão na quinta-feira de uma resolução que classifica como genocídio o massacre de milhares de armênios por parte do império otomano, em 1915.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos