Primeira-dama argentina afirma que Macri está "muito bem de saúde"

Buenos Aires, 5 jun (EFE).- A primeira-dama da Argentina, Juliana Awada, afirmou neste domingo que o presidente Mauricio Macri está "muito bem de saúde" e que é uma pessoa "saudável", apesar da leve arritmia que sofreu na sexta-feira passada.

Em declarações a "Radio Mitre", Juliana disse que a família está "tranquila", passando o fim de semana no sítio particular na província de Buenos Aires, e que em nenhum momento se assustaram com o episódio.

"As pessoas se preocuparam e tomaram isto com mais gravidade do que de verdade era (...) Arritmia qualquer pessoa pode ter", disse a esposa de Macri, que agradeceu todas as mensagens de apoio recebidas.

"Ele é uma pessoa muito saudável, não fuma, não bebe... Faz esporte e trabalha todos os dias dez-doze horas", acrescentou.

O líder argentino passa este fim de semana em repouso por recomendação médica, após a leve arritmia que sofreu no dia 3 e que lhe obrigou a ficar quatro horas em uma clínica médica para fazer uma revisão. A previsão é de que retome sua agenda amanhã, embora tenha que continuar com a medicação e vá passar por controles médicos durante as próximas semanas.

O episódio aconteceu na tarde da sexta-feira, quando o presidente sentiu um mal-estar, o que não lhe impediu de manter suas atividades programadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos