Ataque terrorista mata 5 agentes da inteligência jordaniana

Amã, 6 jun (EFE).- Cinco agentes dos serviços de inteligência da Jordânia morreram nesta segunda-feira em um "ataque terrorista" contra seu escritório, situada ao norte de Amã, informou o porta-voz do governo jordaniano, Mohammed Momani.

O fato foi registrado no campo de refugiados palestino de Al Baqaa, situado a cerca de 8 quilômetros ao norte da capital, acrescentou o porta-voz, citado pela agência oficial de notícias, "Petra", embora não tenha dado mais detalhes sobre como aconteceu a agressão.

"Este horrendo ataque terrorista no primeiro dia do mês de jejum do Ramadã é uma prova clara do comportamento criminoso dos agressores e de como não respeitam nossa religião", disse Momani.

Os mortos são três suboficiais, um guarda e um operador de telefonia, especificou o responsável, antes de apontar que as forças de segurança estão perseguindo os agressores, cujo número e filiação não revelou.

Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria deste ataque.

A Jordânia faz parte da coalizão militar internacional comandada pelos Estados Unidos contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), grupo que ameaçou em várias ocasiões as autoridades jordanianas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos