Com 94,1% das urnas apuradas no Peru, cai vantagem de Kuczynski para Keiko

Lima, 6 jun (EFE).- Com 94,1% das urnas apuradas no segundo turno das eleições presidenciais do Peru, a vantagem do economista Pedro Pablo Kuczynski para sua rival, Keiko Fujimori, caiu para 0,56%, o equivalente a apenas 90.904 votos.

O candidato do movimento Peruanos Pelo Kambio (PPK) tem 8.128.846 votos (50,28%) contra 8.127.942 (49,72%) de sua adversária, do Partido Força Popular, segundo o último relatório divulgado pelo Escritório Nacional de Processos Eleitorais (ONPE).

O chefe da OPNE, Mariano Cucho, explicou que quase todos os votos realizados no Peru já foram contabilizados. A pequena porcentagem que falta ser apurada corresponde, sobretudo, aos votos dos peruanos que moram no exterior. "Esperamos que nesta noite chegue ao nosso centro de apuração as atas procedentes dos lugares mais afastados do país e também do estrangeiro", indicou.

Ainda faltam apurar 4.487 urnas, enquanto outras 1.225 foram impugnadas por motivos que serão apurados pelos diferentes júris especiais eleitorais do país.

Tanto Kuczynski, de 77 anos, como Keiko, de 41 anos, preferiram manter o silêncio sobre os resultados nas primeiras horas de hoje e seguem reunidos com seus assessores de campanha.

Cerca de 23 milhões foram convocados às urnas no domingo para escolher o sucessor do atual presidente, Ollanta Humala.

Keiko, filha do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000), venceu o primeiro turno das eleições no último dia 10 de abril, ao obter 39,85% dos votos, contra 21,01% de Kuczynski.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos