Familiar de duas vítimas do voo da Germanwings processa médico do copiloto

Berlim, 6 jun (EFE).- Um parente de duas vítimas da catástrofe aérea da Germanwings apresentou denúncia contra o médico do copiloto do avião, Andreas Lubitz, que tinha um amplo histórico de problemas psíquicos e tendências suicidas quando jogou o aparelho contra uma montanha com 150 pessoas a bordo.

Trata-se de um homem de 61 anos que perdeu sua filha, a cantora de ópera alemã Maria Radner, e seu neto, de 18 meses, ambos entre os passageiros do avião que realizava o trajeto de Barcelona (Espanha) a Düsseldorf (oeste da Alemanha) em 24 de março de 2015.

O homem formalizou agora seu requerimento perante a Promotoria de Düsseldorf (oeste da Alemanha), informa nesta segunda-feira o jornal alemão "Die Welt".

Seus advogados sustentam que o médico não informou à companhia aérea e nem às autoridades de segurança aérea alemãs sobre os problemas de seu paciente, que provocou o acidente aéreo aproveitando a ausência momentânea do piloto, que foi trancado para fora da cabine.

De acordo com seu argumento, em casos como o de Lubitz, que tinha sérios transtornos que foram detectados, não rege o princípio do segredo profissional, mas o médico deve informar que a pessoa à qual atende representa um perigo para a vida de outros.

O litigante tinha formalizado já uma denúncia há algumas semanas contra o serviço médico da companhia aérea alemã Lufthansa -matriz da companhia aérea de baixo custo Germanwings- e contra os responsáveis de segurança aérea alemã por suposta negligência.

Após analisar as atas da Promotoria francesa, que dirige as investigações após a catástrofe ocorrida nos Alpes, chegou à conclusão de que a médica que atendia Lubitz devia haver informado aos superiores do copiloto sobre a grave depressão que sofria e que devia ser retirado de serviço.

Segundo foim revelado após a tragédia, Lubitz tinha passado nos últimos anos por cerca de 40 consultas médicas por diversos transtornos psíquicos e depressões, tinha tendências suicidas e estava no dia da catástrofe de licença médica, mas ocultou essa informação de seus superiores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos