Situação volta ao "normal" após ataque terrorista no noroeste do Cazaquistão

Astana, 6 mai (EFE).- A situação em Aktobe, uma cidade do noroeste do Cazaquistão, voltou nesta segunda-feira à normalidade após o ataque "terrorista" de domingo contra dois arsenais e uma base da Guarda Nacional que causou a morte de 12 pessoas.

"A situação em Aktobe está normal, os comércios e o transporte público estão funcionando com normalidade", garantiu hoje o porta-voz do Ministério do Interior cazaque, Almas Sadubayev.

O ataque, na véspera do Ramadã, começou com um roubo em um arsenal, provocando a morte do dono da loja e de um guarda de uma companhia de segurança privada.

Após o roubo, os assaltantes se dividiram em dois grupos. O primeiro deles atacou outra loja de armas, onde o grupo matou um cliente e deixou outro ferido.

A polícia foi ao local e matou três agressores, além de capturar um quarto. Os outros dois agressores conseguiram escapar, mas posteriormente foram encontrados e mortos nos arredores da cidade.

O segundo grupo sequestrou um ônibus de linha, deixando os passageiros descerem, segundo Sadubayev.

"Os criminosos jogaram o ônibus contra as portas da unidade militar 6655 da Guarda Nacional e penetraram no território da unidade, onde aconteceu um tiroteio com os militares e a polícia", disse o porta-voz.

O ataque acabou com a vida de um dos agressores e três soldados da Guarda Nacional, afirmou.

"Se tratou de um ato terrorista. Todos os organismos de segurança funcionam em modo de emergência", explicou hoje à Agência EFE o ministro cazaque de Interior, Kalmukhanbet Kassymov.

Fontes policiais indicaram ontem que os agressores são "membros radicais de um movimento religioso não tradicional", um termo comumente utilizado pelas autoridades deste país para se referir aos radicais islâmicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos