Jihadistas atacam com artilharia áreas residenciais de Aleppo, na Síria

Moscou, 7 jun (EFE).- As milícias jihadistas continuam seus ataques com lança-foguetes e morteiros contra áreas residenciais da cidade de Aleppo, no norte da Síria, denunciou nesta terça-feira o Centro de Coordenação Russo para a Reconciliação das Partes em Conflito na Síria.

"O bairro Makanis al-Duvairi em Aleppo foi atacado nesta madrugada com fogo de lança-foguetes, artilharia e morteiros", informou à imprensa russa um porta-voz do centro de coordenação.

Os terroristas, segundo os militares russos, também atacaram os bairros de Al Zahraa, Al Muhafaza e Sheikh Maksud.

"Apesar do início do mês sagrado do Ramadã para todos os muçulmanos, os grupos terroristas atiram em distintas áreas da cidade não só contra as posições das tropas governamentais e das milícias curdas, mas também contra áreas residenciais. O número de vítimas mortais entre a população civil só aumenta", ressaltou o porta-voz russo.

Os jihadistas e alguns grupos da oposição moderada da Síria concentram mais de 2 mil guerrilheiros e armamento pesado na frente ao norte de Aleppo, segundo o centro de coordenação russo.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, sugeriu ontem que a aviação russa bombardeará as posições dos terroristas na segunda maior cidade síria, após o fim do prazo dado para que a oposição se junte à trégua.

"O que está acontecendo agora em Aleppo já tínhamos advertido aos americanos. E eles sabem que apoiaremos de maneira mais ativa do ar o exército sírio para que o mesmo não permita a tomada de territórios por parte dos terroristas", advertiu o chefe da diplomacia russa.

Vários deputados e militares russos defenderam durante o fim de semana que a aviação russa retome seus bombardeios contra os jihadistas em Aleppo, após a contraofensiva lançada no sábado pela Frente al Nusra contra os bairros controlados pelas milícias curdas e as forças governamentais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos