UE mantém compromisso com Cazaquistão após incidentes em Aktobe

Bruxelas, 7 jun (EFE).- A União Europeia (UE) manifestou nesta terça-feira sua intenção de seguir trabalhando com o Cazaquistão em matéria de segurança após os incidentes violentos de domingo na cidade de Aktobe (noroeste do país).

Os porta-vozes da alta representante da União para Relações Exteriores, Federica Mogherini, asseguraram em comunicado que os vinte E oito seguirão trabalhando para prevenir "a expansão do extremismo violento".

"A UE condena o radicalismo e extremismo em todas suas formas e reitera que as liberdades fundamentais de todos seus cidadãos devem ser garantidas nas operações antiterroristas e na busca da segurança", acrescenta o comunicado.

Em 5 de junho, vários indivíduos com pistolas começaram a disparar contra dois arsenais e uma base da Guarda Nacional na cidade cazaque.

No ataque morreram seis civis e nove soldados ficaram feridos.

O governo cazaque se referiu aos agressores como "seguidores de movimentos religiosos radicais e não tradicionais", denominação utilizada habitualmente pelas autoridades do país para se referir aos radicais islâmicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos