Hillary Clinton se proclama vencedora das primárias democratas nos EUA

Nova York, 7 jun (EFE).- A ex-secretária de Estado Hillary Clinton se proclamou nesta terça-feira a vencedora do processo de eleições primárias do Partido Democrata que vem sendo realizado nos últimos meses nos Estados Unidos como parte da corrida eleitoral à presidência do país.

"Pela primeira vez em nossa história, uma mulher será escolhida como candidata presidencial por um dos maiores partidos políticos", afirmou Hillary a eleitores em um comício que realizou no distrito de Brooklyn, em Nova York.

"Graças a vocês, conseguimos um marco histórico", afirmou a ex-secretária de Estado em discurso que ela abriu sem esconder a emoção.

O pronunciamwnto aconteceu no mesmo dia em que foram realizadas eleições internas em seis estados, de Nova Jersey a Califórnia, com um número de delegados acumulados que ultrapassa amplamente os de seu único adversário na disputa interna da legenda pela candidatura democrata à presidência, o senador Bernie Sanders.

A confirmação da candidatura presidencial será feita na convenção nacional do partido que vai acontecer na Filadélfia de 25 a 28 de julho.

No discurso, a ex-secretária de Estado disse que sua vitória de hoje é fruto de "gerações" que lutaram em favor das ideias progressistas nos Estados Unidos, e destacou nesse sentido a luta das mulheres.

Hillary também parabenizou Sanders pela "extraordinária" corrida que disputaram e pelas ideias "muito boas" que apresentou ao Partido Democrata e aos Estados Unidos.

"Sabemos que somos mais fortes unidos", disse ela em uma tentativa de estabelecer pontes para quando acabar o processo de eleição interna.

"Esta eleição não é sobre as mesmas velhas lutas entre democratas e republicanos: é sobre o que somos como nação", frisou.

Hillary disse que vai tirar alguns dias para "absorver a história" que fez hoje, mas disse que ainda há passos maiores para "continuar fazendo a história" do país.

A ex-secretária de Estado se pronunciou quase cinco horas depois da abertura ao público do lugar no qual se dirigiu a centenas de eleitores, um centro de conferências de um antigo arsenal naval do Brooklyn.

Hillary fez o discurso quando já tinha conseguido vitórias nos estados de Nova Jersey e do Novo México, e pouco antes do fechamento dos colégios eleitorais da Califórnia, onde é favorita.

Em seu discurso, a candidata democrata aproveitou para criticar a mensagem de divisão promovida pelo provável candidato à presidência pelo Partido Republicano, Donald Trump.

"A opção é clara", disse Hillary, que afirmou que Trump "não está preparado temperamentalmente para ser presidente dos Estados Unidos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos