Kuczynski mantém ligeira vantagem sobre Keiko Fujimori em apuração no Peru

Lima, 7 jun (EFE).- O economista Pedro Pablo Kuczynski mantém uma ligeira vantagem, de 0,33 pontos percentuais, sobre sua rival Keiko Fujimori na apuração do segundo turno das eleições presidenciais de domingo no Peru, segundo o último boletim do Escritório Nacional de Processos Eleitorais (ONPE).

Kuczynski, de 77 anos, está com 50,16% de votos contra 49,83% de Keiko, com 97,70% das atas apuradas, o que deixa o economista com uma vantagem de 56.392 votos sobre a filha do ex-presidente Alberto Fujimori.

Do total de 77.307 atas eleitorais, o Escritório Nacional de Processos Eleitorais (ONPE) tem 0,88% para processar e 1,40% que foram observadas e enviadas aos júris eleitorais especiais.

Pouco antes da divulgação desses números, Kuczynski reiterou hoje seu pedido de "tranquilidade e serenidade" a seus compatriotas e respondeu com um "acredito que sim" quando foi questionado se considerava que tinha vencido o pleito.

"Acredito que sim, mas temos que esperar o veredicto oficial", disse o candidato ao ser abordado pelos jornalistas na saída de um restaurante em Lima. "Tranquilidade e serenidade", pediu o economista, antes de dizer que "falta pouco".

Por outro lado, Keiko Fujimori, de 41 anos, seguiu hoje sem fazer declarações à imprensa, após comentar na segunda-feira que prefere esperar com "tranquilidade" pelo resultado. A candidata esteve em um de seus escritórios de campanha para se reunir com seus colaboradores.

Dezenas de simpatizantes do movimento 'Peruanos Pelo Kambio' (PPK), de Kuczynski, e do partido Força Popular, de Keiko Fujimori, se concentraram durante a noite de hoje em frente à sede do ONPE, no centro de Lima, para apoiar seus candidatos e participar de uma vigília à espera dos resultados finais da apuração.

Na reta final da campanha, Kuczynski, ex-ministro de Economia no governo de Alejandro Toledo (2001-2006), conseguiu superar a vantagem que as pesquisas davam para Keiko durante a campanha.

Cerca de 23 milhões de peruanos estavam aptos a votar no domingo para escolher o sucessor do atual presidente, Ollanta Humala, para o período 2016-2021.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos