Novo atentado no sudeste da Turquia deixa pelo menos 5 mortos e 30 feridos

(Atualiza número de mortos).

Ancara, 8 jun (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas em um atentado com carro-bomba perto de um posto de segurança de Midyat, no sudeste da Turquia, informou o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim.

"A organização terrorista que organizou este ataque é o PKK", garantiu o primeiro-ministro em Istambul.

"Isto não nos surpreende. O círculo está se fechando lentamente. A luta contra o terrorismo é dura e requer determinação. Há assassinos disfarçados de humanos à frente e atrás de nós", acrescentou em entrevista à imprensa local, reproduzidas pelo site do jornal "Hürriyet".

A explosão, que matou três civis e dois policiais, ocorreu em uma das ruas mais movimentadas de Midyat e causou graves danos materiais e um incêndio.

Segundo fontes da segurança turca, citadas pela "CNNTÜRK" e "Hürriyet", uma caminhonete com cerca de 500 quilos de explosivos tentou entrar no posto de segurança de Midyat, no distrito de Mardin, perto da fronteira com a Síria.

A bomba explodiu quando a polícia local abriu fogo contra o veículo, o que indicaria que era conduzido por um terrorista suicida.

Segundo o "Hürriyet", após a explosão aconteceu um tiroteio entre forças de segurança e supostos guerrilheiros.

O edifício do posto de segurança sofreu graves danos, da mesma forma que outros próximos.

Os feridos foram levados aos hospitais de Midyat e da cidade de Mardin, situada mais a oeste.

Este ataque ocorre um dia depois do atentado em Istambul que deixou 11 mortos e mais de 30 feridos, atribuído pelo governo também à guerrilha curda do ilegal Partido dos Trabalhadores de Curdistão (PKK).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos