Repressão policial a estudantes deixa 4 mortos e 7 feridos em Papua N.Guiné

Sydney (Austrália), 8 jun (EFE).- Pelo menos quatro pessoas morreram e outras sete ficaram feridas nesta quarta-feira em Papua Nova Guiné depois que a polícia atirou contra estudantes universitários que participavam de um protesto na capital Port Moresby, informou a imprensa local.

Os estudantes tentavam marchar da Universidade de Papua Nova Guiné em direção ao parlamento como parte de um protesto que começou há cinco semanas contra a atuação do primeiro-ministro, Peter O'Neill, devido a acusações de corrupção e por sua administração da economia.

A polícia, que não se pronunciou sobre os fatos, tentou impedir que os estudantes deixassem o campus universitário, segundo a emissora australiana "ABC".

"Atiraram contra a multidão". "Lançaram gás lacrimogêneo, eu estava à frente. Muitos estudantes caíram, ficaram feridos e não sabemos quantas vítimas há neste momento", disse um dos universitários, Gerald Peni, à "ABC".

Aproximadamente mil estudantes tentaram embarcar na manhã de hoje em vários ônibus no campus da universidade para se deslocarem até os arredores do parlamento e realizarem um protesto pacífico quando foram detidos pela polícia.

A jornalista Rose Amos, da emissora papuásia "NBC", disse que estava entre os estudantes quando a polícia começou a disparar. A repórter acrescentou que vários agentes a agrediram até conseguirem colocá-la em uma das viaturas oficiais, de acordo com a "ABC".

Segundo a versão dos universitários, os policiais dispararam diretamente contra a multidão quando os jovens tentavam impedir a detenção do presidente do conselho de estudantes.

O líder estudantil Christopher Kipalan disse que a polícia ainda continua perseguindo e atirando contra os estudantes, e inclusive civis, nos bairros de Port Moresby.

"Há muitas baixas. Não posso confirmar (quantos) porque estou fugindo. Vocês podem entender isso? Estou vendo uma agitação civil", comentou Kipalan em declarações citadas pela "ABC".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos