Justiça hondurenha determina prisão preventiva de jogador acusado de estupro

Tegucigalpa, 9 jun (EFE).- A Justiça de Honduras expediu um mandado de prisão preventiva de um jogador do país acusado de estuprar uma menina de 13 anos, informou o Ministério Público nesta quinta-feira.

Maynor Gómez, de 30 anos, foi apresentado às autoridades judiciais e comunicado sobre a decisão. O jogador, que já defendeu o Parrillas One, o Lepaera e o Villanueva, da segunda divisão, ficará preso na penitenciária de San Pedro Sula, no norte do país.

Gómez foi detido na semana passada por oficiais da Agência Técnica de Investigação Criminal e é acusado pelo crime de "violação especial" de uma menor de 13 anos, com base em denúncias da mãe da menina ao Ministério Público.

O crime, regulado pelo artigo 140 do Código Penal, estabelece uma pena de 9 a 13 anos de prisão, mas quando a vítima é menor de 12 anos, ela aumenta para de 15 a 20 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos