PP ganharia eleições e Podemos passaria a ser segunda força na Espanha

Madri, 9 jun (EFE).- O Partido Popular (PP, governo) venceria as eleições espanholas do dia 26 de junho com 29,2% dos votos (118 a 121 cadeiras das 350 do Congresso) e a coalizão de esquerda Unidos Podemos ficaria em segundo lugar com 25,6% (92 deputados), segundo uma pesquisa oficial divulgado nesta quinta-feira.

Uma pesquisa do Centro de Pesquisas Sociológicas (CIS), elaborada durante o mês de maio, atribui ao PSOE (socialistas) 21,2% dos votos (78 a 80 cadeiras), resultado que faria com que este partido perdesse o lugar de referência da esquerda espanhola.

O estudo foi divulgado horas antes de que esta meia-noite começasse a campanha para as eleições gerais do dia 26 de junho, as segundas em seis meses por causa da impossibilidade de formar governo.

Na quarta posição estariam os liberais do Ciudadanos, com 38 a 39 cadeiras e o resto da Câmara se completaria com pequenas legendas nacionalistas.

O pleito será dentro de 17 dias e é uma repetição do que aconteceu em 20 de dezembro do ano passado, já que o Parlamento então formado foi muito fragmentado e os partidos foram incapazes de fechar um acordo de governabilidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos