Menor brasileiro confessa ter matado e esquartejado pai na Espanha

Santa Cruz de Tenerife (Espanha), 10 jun (EFE).- Um brasileiro de 16 anos foi acusado na Espanha de matar o pai, esquartejar o corpo com uma serra elétrica e jogar os restos mortais no mar dentro de duas malas, após uma discussão familiar.

A Guarda Civil Espanhola informou nesta sexta-feira que o menor confessou ser o autor do crime. Conforme as primeiras análises da perícia, o filho atacou o pai, que também era brasileiro, com golpes de martelo na cabeça.

O caso veio à tona no último dia 7 quando mergulhadores de uma empresa contratada pelo Porto de Santa Cruz de Tenerife para realizar trabalhos de limpeza encontraram uma mala com partes humanas. Posteriormente, membros da Guarda Civil localizaram no fundo do mar uma segunda mala, com outras partes do corpo.

Durante a investigação, um taxista afirmou que na tarde anterior tinha levado ao local uma pessoa portando duas malas pesadas. No trajeto, o menor disse para o taxista que queria ficar em uma área próxima ao mar, onde aparentemente o pai o aguardava, e onde, posteriormente, várias pessoas o viram carregando sozinho as malas e indo em direção ao final de um dique.

Após ser detido, o adolescente reconheceu ter matado o pai no último dia 5, depois que este o surpreendeu com um pedaço de haxixe e ambos tivessem começado uma discussão.

Na noite de domingo e para segunda ele dedicou retirar da casa vários objetos manchados de sangue, como um colchão, a faca, o martelo usados no crime. Ele também pintou uma das paredes da casa que tinha ficado marcada e relatou que tentou comprar uma mala grande para o corpo, mas como não achou, decidiu desmembrá-lo e distribui-lo em duas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos