Ataque do EI contra quartel de polícia deixa 18 mortos no Afeganistão

Cabul, 11 jun (EFE).- Ao menos 18 pessoas morreram, 13 delas integrantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), e outras 12 ficaram feridas em um ataque desse grupo jihadista contra um quartel da polícia na província de Nangarhar, no oeste do Afeganistão, confirmou neste sábado à Agência Efe uma fonte oficial.

"Os integrantes do Estado Islâmico lançaram na noite da sexta-feira um ataque complexo (em diferentes períodos) contra um quartel policial no distrito Haska Mena, no qual 13 combatentes do EI morreram e seis ficaram feridos", indicou o porta-voz do governador regional, Attaullah Khogyani.

A fonte afirmou que cinco policiais morreram no ataque, um deles o chefe do distrito.

"Outros seis policiais ficaram feridos no ataque", acrescentou o porta-voz.

O ataque aconteceu no mesmo dia em que, também em Nangarhar, um ataque contra uma mesquita deixou três mortos e 55 feridos, depois da explosão de uma bomba.

As duas ações violentas ocorreram na primeira sexta-feira do Ramadã, o mês sagrado para os muçulmanos, no país asiático.

A província de Nangarhar foi alvo de forte ofensiva por parte do governo para acabar com a presença do EI na localidade, que as Forças Armadas do Afeganistão deram por derrotado em março.

Os insurgentes ganharam terreno em várias regiões do Afeganistão após o fim da missão de combate da Otan em 2014 e, desde o fim de 2015, controlam quase um terço do território, segundo dados de Washington, que mantém cerca de 9,8 mil efetivos no país em missões de assessoria e antiterroristas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos