Israel destrói casa de palestino suspeito da morte de israelense

Jerusalém, 11 jun (EFE).- Forças do Exército de Israel demoliram na noite de sexta-feira, em uma aldeia da Cisjordânia, a casa de um palestino suspeito do assassinato de um israelense em janeiro, informou à Agência Efe uma porta-voz militar israelense.

A fonte precisou que a medida aconteceu em "linha com as diretrizes do governo" e que as forças de segurança israelenses derrubaram na aldeia palestina de Yatta a casa de Murab Bared Abdallah Adais, que foi identificado como "o terrorista responsável pela morte de Dafna Meir, mãe de 6 filhos, em 17 de janeiro".

As forças de segurança israelenses acreditam que Adais se infiltrou no assentamento israelense de Otniel, onde cometeu o ataque com uma arma branca antes de fugir.

Posteriormente, ele foi detido e desde então permanece sob custódia de Israel.

Yatta se encontra no sul do território ocupado da Cisjordânia e nos últimos dias foi foco de atividades e investigações por parte do Exército israelense após o ataque no qual morreram 4 israelenses e que foi perpetrado na quarta-feira em Tel Aviv por dois palestinos residentes em essa cidade.

A porta-voz militar israelense confirmou que hoje continuava "todo tipo de atividades nessa zona".

As forças israelenses tomaram medidas e fotografaram as casas dos autores do atentado desta semana com visando sua demolição, medida retomada pelo governo israelense em outubro como resposta à atual onda de violência e que foi amplamente criticada por ser considerada um castigo coletivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos