Após ataque em Orlando, Nova York reforça segurança na Semana do Orgulho Gay

Nova York, 12 jun (EFE).- A Prefeitura de Nova York anunciou neste domingo a adoção de medidas especiais para a Semana do Orgulho Gay, que começa daqui uma semana, e será marcada por uma grande passeata pelas ruas da cidade no dia 26 de junho.

O anúncio foi feito pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, em entrevista coletiva ao lado dos chefes da polícia local para explicar o reforço de segurança que será adotado após o massacre registrado hoje em uma boate gay de Orlando.

Segundo as autoridades, 50 pessoas morreram e 53 ficaram feridas após um homem identificado como Omar Mateen ter invadido a boate Pulse, frequentada por homossexuais. Armado com um fuzil e uma pistola, abriu fogo indiscriminadamente contra o público antes de ser morto em um tiroteio com a polícia.

De Blasio disse aos jornalistas que, apesar da já tradicional "forte presença" policial durante a Semana do Orgulho Gay de Nova York, neste ano haverá um reforço de agentes devido ao trágico incidente registrado em Orlando.

A Semana do Orgulho Gay de Nova York terá início no próximo domingo, com uma série de atos culturais e comícios políticos. E, seguindo uma tradição em vigor desde 1970, no dia 26 de junho haverá uma passeata pelas ruas da cidade, que reúne milhares de pessoas.

"Estaremos trabalhando com a comunidade LGBT, não só em Manhattan, mas em outros distritos, para estarmos seguros de termos a quantidade adequada de agentes, a fim de garantir a segurança das pessoas", reiterou De Blasio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos