Papa denuncia exploração infantil e pede erradicação

Cidade do Vaticano, 12 jun (EFE).- O papa Francisco denunciou neste domingo a exploração infantil, que qualificou como uma forma de escravidão moderna, e fez uma chamada para erradicá-la, na jornada que celebra o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil.

O papa Francisco realizou estas reflexões durante o discurso que pronunciou minutos antes da reza do Ângelus deste domingo no Vaticano.

"Hoje é celebrada a Jornada Mundial contra o Trabalho Infantil. Renovemos todos unidos o esforço para acabar com as causas desta escravidão moderna, que priva os menores e as crianças de alguns direitos fundamentais e lhes expõe a graves perigos. Há no mundo muitas crianças escravas", lamentou o pontífice.

O papa Francisco denunciou em diversas ocasiões no passado a existência nas sociedades modernas de diferentes expressões que são formas de uma escravidão moderna.

Entre as manifestações que afirma como tais, se encontram, além da exploração infantil, as poucas oportunidades de trabalho, a prostituição e o tráfico de órgãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos