Pelo menos 600 civis conseguiram fugir de cidade assediada em Aleppo

Cairo, 12 jun (EFE).- Pelo menos 600 civis conseguiram sair da cidade de Manbech, sob o controle do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e sitiada por uma força curdo-árabe, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Essas pessoas conseguiram fugir através da fazenda Al Hamduniya, cerca de 200 metros de Manbech, no setor sul da cidade, e chegaram a zonas controladas pelas Forças da Síria Democrática (FSD), integradas por combatentes curdos e árabes.

No entanto, ainda há dezenas de milhares de civis cercados dentro da cidade, que é vive uma deterioração da situação humanitária devido à escassez de alimentos e porque as padarias estão fora de funcionamento.

Manbech é alvo de uma ofensiva das FSD desde 31 de maio, tempo no qual morreram 223 terroristas, 28 combatentes da força curdo-árabe e 41 civis, segundo os dados do Observatório.

Esta ONG também informou hoje que desde 22 de abril, quando aumentou a violência na cidade de Aleppo, morreram pelo menos 577 civis, entre eles 122 menores de idade, em ataques das forças governamentais e de facções rebeldes e curdas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos