Reino Unido condena violência na Eurocopa e oferece reforço policial à França

Londres, 12 jun (EFE).- O governo britânico condenou neste domingo os confrontos entre torcedores ingleses e russos que deixaram mais de 30 feridos - um em estado muito grave - no sábado em Marselha, onde foi disputada a partida entre Inglaterra e Rússia pela Eurocopa, e ofereceu o envio de mais policiais à França.

"O governo está profundamente preocupado com a violência em Marselha ontem à noite, inclusive as informações que em alguns casos os torcedores ingleses foram atacados por torcedores rivais", disse em comunicado um porta-voz do do governo, que detalhou que seis britânicos permanecem internados em hospitais franceses.

"Oferecemos o envio de mais policiais britânicos à França para a próxima partida da Inglaterra, para dar apoio à operação de segurança em torno desse jogo", na próxima quinta-feira em Lens, contra a seleção de Gales.

Após as brigas entre ingleses e russos, as autoridades francesas defenderam neste sábado o dispositivo policial mobilizado no sábado, mas especificaram que corrigirão certos aspectos para o resto da Eurocopa.

O governo britânico afirmou que está em "constante contato" com os organizadores da competição, assim como com as autoridades e forças de segurança francesas.

A ministra de Interior do Reino Unido, Theresa May, conversou hoje com o colega francês, Bernard Cazeneuve, para coordenar medidas conjuntas.

O Ministério das Relações Exteriores britânico enviou funcionários adicionais à França para darem assistência consular às "vítimas" da violência em Marselha e a suas famílias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos