Suposto autor de massacre em Orlando foi investigado pelo FBI 2 vezes

Miami, 12 jun (EFE).- O suposto autor do massacre ocorrido nesta madrugada em Orlando, Omar Mir Seddique Mateen, de 29 anos, foi investigado em duas ocasiões em 2013 e 2014 pelo FBI por sua possível ligação com grupos terroristas.

O agente do FBI Ron Hopper confirmou em entrevista coletiva que Mateen foi investigado em 2013 por "comentários incendiários a seus companheiros de trabalho que deram a entender seus possíveis laços com terroristas", o que levou as autoridades a fazer um registro de seus antecedentes, revisar imagens de câmeras de segurança e interrogá-lo em duas ocasiões.

O oficial confirmou que as investigações foram fechadas por falta de provas e a impossibilidade de confirmar a veracidade desses comentários.

Em 2014, Mateen voltou a ser investigado, desta vez por sua suposta relação com Moner Mohammad Abusalha, um terrorista com nacionalidade americana que morreu em um ataque suicida na Síria.

O FBI realizou uma investigação e novamente interrogou Mateen, mas depois determinou que "o contato foi mínimo e não representou uma ameaça naquele momento", de acordo com Hopper.

O oficial afirmou que foi registrada uma ligação para o número de emergência 911, na qual Mateen declarou sua lealdade aos líderes do Estado Islâmico (EI) e que as autoridades federais continuam investigando suas ligações com grupos de filiação islâmica dentro e fora dos Estados Unidos.

O governador da Flórida, o republicano Rick Scott, declarou estado de emergência no condado de Orange, onde fica a cidade de Orlando.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos