Temer e Dilma expressam condolências por massacre nos EUA

São Paulo, 12 jun (EFE).- O presidente interino, Michel Temer, e o governante afastada, Dilma Rousseff, expressaram com mensagens nas redes sociais neste domingo suas condolências aos Estados Unidos pelo massacre que deixou 50 mortos e mais de 53 feridos em Orlando, na Flórida.

Temer, em mensagem pelo Twitter, lamentou "enormemente a tragédia nos Estados Unidos que vitimou dezenas de norte-americanos" e expressou "solidariedade brasileira às famílias das vítimas desse atentado".

Dilma, afastada do cargo devido à tramitação do processo de impeachment, também usou as redes sociais para expressar consternação pelo massacre realizado nesta madrugada por um homem armado na boate gay Pulse, em Orlando.

"Estamos vivendo momentos terríveis, tempos de preconceito e intolerância que ceifam vidas humanas. Vamos juntos lutar contra esta barbárie. Meus sentimentos às famílias das vítimas, ao presidente Barack Obama e ao povo dos Estados Unidos", declarou.

Em pronunciamento neste domingo, Obama classificou o massacre como um "ato de terrorismo e ódio" e ressaltou que esse foi "o tiroteio mais letal na história" do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos