Abu Sayyaf ameaça matar hoje ao canadense ou ao norueguês sequestrados

Manila, 13 jun (EFE).- O grupo islamita filipino Abu Sayyaf ameaça matar nesta segunda-feira o canadense Robert Hall e o norueguês Kjartan Sekkingstad, quando se completa o prazo imposto para o pagamento de um resgate de 300 milhões de pesos (cerca de US$ 6,3 milhões) por cada um deles.

Os rebeldes asseguraram em vários vídeos divulgados nas últimas semanas que executarão Hall e Sekkingstad se não receberem o dinheiro que exigem antes das 15h (horário local, 4h em Brasília) de hoje.

Hall e Sekkingstad foram sequestrados em setembro em um complexo hoteleiro do sul das Filipinas junto ao também canadense John Ridsdel e a filipina Marites Flor.

Ridsdel já foi decapitado no dia 25 de abril ao expirar o primeiro prazo imposto pelo Abu Sayyaf para receber o dinheiro do resgate.

Pela filipina Flor os rebeldes não exigiram um resgate por enquanto.

Tanto Hall como Sekkignstad pediram ajuda ao governo das Filipinas e ao do Canadá em várias ocasiões nas gravações divulgadas nos últimos meses, nas quais apareciam com facões ao pescoço.

No entanto, o governo das Filipinas e o do Canadá afirmaram publicamente que não negociam com terroristas e condenaram energicamente o assassinato de Ridsdel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos