Ataque de drone mata 2 supostos membros da Al Qaeda no Iêmen

Sana, 13 jun (EFE).- Dois supostos integrantes da organização terrorista Al Qaeda na Península Arábica (AQPA) morreram e outro ficou ferido em um bombardeio lançado por um avião não-tripulado contra o ônibus no qual viajavam na província de Shebua, no sudeste do Iêmen, informaram nesta segunda-feira à Agência Efe fontes tribais.

Segundo as fontes, o ataque aconteceu ontem em uma estrada perto da cidade de Habán, em Shebua, situada cerca de 570 quilômetros ao sudeste da capital Sana.

Os dois supostos integrantes da Al Qaeda - Mohammed al Madhayi, conhecido como Abu Jihad, e Huseein al Madhayi, conhecido como Abu al Hassan - morreram na hora, segundo as fontes, que acrescentaram que o ferido era o motorista do ônibus.

Este tipo de operação antiterrorista com drones era realizado tradicionalmente pelos Estados Unidos, mas desde o início de 2016 a Arábia Saudita também emprega aviões não tripulados no Iêmen contra supostos integrantes da Al Qaeda.

No último mês de fevereiro, a Al Qaeda reconheceu a morte de um de seus líderes no Iêmen, Jalal Blaidi, junto a cinco de seus companheiros em um bombardeio de um drone americano na província de Shebua.

A organização aproveitou a deterioração da segurança devido ao atual conflito iemenita para expandir-se nas áreas do sul do país, que foram recuperadas nos últimos meses pelas forças governamentais após expulsar os rebeldes houthis.

A Al Qaeda no Iêmen é considerada por Washington um dos braços mais perigosos e ativos da rede terrorista internacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos