J.K Rowling lamenta morte de uma das vítimas do massacre de Orlando

Londres, 13 jun (EFE).- A escritora britânica J.K Rowling disse estar alarmada nesta segunda-feira com a notícia a morte de um dos funcionários do parque Universal Studios, que trabalhava em uma área dedicada à saga Harry Poter, no massacre de domingo à boate gay em Orlando.

"Luis Vielma trabalhava na atração do Harry Potter na Universal. Tinha 22 anos. Não posso deixar de chorar", publicou no Twitter a autora da saga literária.

Vielma está entre as vítimas mortais do ataque a tiros em uma boate gay de Orlando, que deixou pelo menos 50 e 53 feridos.

Amigos de Vielma o descreveram ao jornal "Orlando Sentinel" como uma pessoa "divertida, doce e apaixonada pela fantasia".

"Só queria levar o sorriso ao rosto das pessoas", descreveram seus amigos.

Rowling publicou em sua conta no Twitter uma fotografia de Vielma na qual aparece com os polegares levantados e um cartaz do parque temático no qual é possível ler: "Falo espanhol".

Segundo as primeiras identificações, entre as vítimas do massacre na boate Pulse predominam os hispânicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos