Estado Islâmico divulga vídeo de terrorista francês que matou policiais

Cairo, 14 jun (EFE).- A agência de notícias "Amaq", vinculada ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI), divulgou nesta terça-feira um vídeo do terrorista que na segunda-feira assassinou dois policiais que estavam em casa ao norte de Paris, Larossi Abballa, no qual confessa ter matado ambos os agentes e jura lealdade à organização terrorista.

"Graças a Alá, acabo de matar um policial e a sua mulher", afirmou Abballa em francês na gravação, realizada antes de ser morto pelas forças da ordem horas depois do duplo assassinato.

No vídeo, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, o terrorista também ameaçou fazer ataques no território francês durante a realização da Eurocopa.

O agressor também incentivou os muçulmanos da França a perpetrarem ataques contra policiais, agentes penitenciários e jornalistas porque "venderam a religião, traíram Alá e seu profeta". Além disso, pedoi que matem os "rappers" porque, segundo ele, são os "aliados de Satã", e também deputados e prefeitos.

O terrorista também enviou uma mensagem às autoridades francesas: "Vocês fecharam as portas da emigração para as terras do califado, portanto, nós abrimos a porta da jihad no seu território".

Abballa foi abatido horas depois do duplo assassinato na mesma casa do casal de policiais (ele comandante e ela também funcionária da corporação) pelas forças da ordem, que conseguiram resgatar o filho de três anos dos agentes.

Esses incidentes ocorrem em plena Eurocopa, que começou na sexta-feira terminará no dia 10 de julho, quando a França segue em alerta terrorista após os ataques jihadistas de 13 de novembro do ano passado, em Paris.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos