Canadá indica que ação humana foi provável causadora de incêndio florestal

Toronto (Canadá), 14 jun (EFE).- As autoridades do Canadá disseram nesta terça-feira que as chamas que destruíram a cidade de Fort McMurray, no noroeste do país, e que levaram à retirada de mais de 90 mil pessoas em maio, foram "provavelmente" causadas por "atividade humana".

A Polícia Montada do Canadá afirmou hoje que está investigando as causas do incêndio, apelidado no país como "the beast" ("a besta", em tradução livre) para determinar se o mesmo foi uma ação criminosa.

Além disso, as autoridades da província de Alberta, onde teve início o incêndio florestal, explicaram que o fogo segue fora de controle, mas está contido e não é esperado um aumento das chamas.

O incêndio, que foi declarado em 1º de maio, a poucos quilômetros ao sul da cidade de Fort McMurray, consumiu 5,9 mil quilômetros quadrados de área florestal.

A rápida expansão das chamas obrigou a remoção repentina de todos os habitantes de Fort McMurray, em 3 de maio. O incêndio destruiu cerca de 10% de Fort McMurray, uma cidade de aproximadamente 80 mil pessoas, mas não deixou mortos ou feridos.

A Polícia Montada explicou hoje que está interessada em falar com as pessoas que se encontravam na área onde teve origem o incêndio entre 29 de abril e 5 de maio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos