Organizações espanholas denunciam ingerência política no Brasil e Venezuela

Madri, 15 jun (EFE).- Trinta associações políticas e movimentos sociais espanhóis assinaram um manifesto que denuncia a "ingerência política" da Espanha e Estados Unidos na América Latina, especialmente no Brasil e Venezuela, e que entregarão nesta quarta-feira ao embaixador da Venezuela na Espanha, Mario Isea.

As entidades signatárias, formações minoritárias de esquerda, convocaram nesta tarde em Madri uma manifestação que deve contar com a participação o embaixador venezuelano na Espanha.

Segundo declarou à Agência Efe o porta-voz da Plataforma Bolivariana de Solidariedade com a Venezuela -um dos convocantes-, Juan Anaya, o objetivo da manifestação é "mostrar a solidariedade" ao Brasil e Venezuela pelas "claríssimas ingerências" dos Estados Unidos e Espanha na política de ambos países.

Este porta-voz denunciou a "ingerência" do governo espanhol, que tenta "desprestigiar" o governo Venezuela, já que representa uma "ameaça" no plano internacional por sua aposta por um modelo "alternativo, de linha anticapitalista" que gerou melhoras para o povo venezuelano nas duas últimas décadas.

O manifesto denuncia o "empenho" dos Estados Unidos em empreender uma "operação de retrocesso" na América Latina, e assegura que o país americano "redobrou seus esforços" para "derrubar o processo revolucionário da Venezuela" desde a morte de Hugo Chávez.

A cassação de Dilma Rousseff é outra amostra desta "ingerência" de corte "golpista" que lembra as derrocadas de governantes progressistas na região na década de 70, conclui o manifesto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos