Parada do Orgulho Gay de Toronto contará com segurança reforçada

Toronto (Canadá), 15 jun (EFE).- A polícia de Toronto anunciou que aumentará a segurança durante o desfile do Dia do Orgulho Gay na cidade canadense, após o massacre em uma boate voltada para o público LGBT em Orlando, nos Estados Unidos, e a aparição de ameaças na internet.

Embora nem os organizadores do evento nem os representantes policiais tenham dado detalhes sobre as medidas que serão adotadas, as duas partes se reuniram nesta quarta-feira para discutir as medidas de segurança para esse dia.

A Parada do Orgulho Gay de Toronto é o maior desfile do coletivo de lésbicas, gays, transexuais e bissexuais (LGTB) da América do Norte. Mais de um milhão de pessoas comparecem ao evento a cada ano.

A reunião entre os organizadores do desfile e a polícia ocorre após do massacre da boate gay Pulse cometido no domingo passado em Orlando pelo americano de origem afegã Omar Seddique Mateen. O incidente terminou com 49 mortos, além do autor dos disparos.

A imprensa canadense publicou nesta quarta-feira que horas depois do tiroteio começou a circular no Twitter uma mensagem vinculada ao grupo jihadista Estado Islâmico que dizia que a Parada do Orgulho Gay de Toronto, realizada no dia 3 de julho, é um "excelente objetivo". A mensagem acrescentava a data, a hora e o local do desfile.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos