Bombardeios contra o EI no norte do Iraque matam pelo menos 30 jihadistas

Mossul (Iraque), 16 jun (EFE).- Pelo menos 30 membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) morreram nesta quinta-feira em bombardeios da coalizão internacional, liderada pelos EUA, contra suas posições ao sul da cidade setentrional iraquiano de Mossul.

O porta-voz do comando militar iraquiano na província de Ninawa -cuja capital é Mossul-, Feras Sabri, disse à Agência Efe que os caças da coalizão bombardearam várias sedes e armazéns do EI no sul da cidade de Al Hajj, perto da cidade de Al Qayara, 55 quilômetros ao sul de Mossul.

Sabri acrescentou que esses ataques aéreos causaram também um número indeterminado de feridos nas fileiras dos jihadistas.

Por outro lado, Sabri ressaltou que os caças da coalizão bombardearam também vários edifícios e armazéns que eram utilizados pelo EI como posições militares no centro de Mossul.

O responsável militar acrescentou que estes últimos ataques deixaram um número indeterminado de mortos e feridos, assim como grandes danos materiais nos alvos atacados.

O grupo terrorista tomou o controle de Mossul e amplas zonas da província de Ninawa em junho de 2014, e pouco depois anunciou um califado em partes do Iraque e da vizinha Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos