Concacaf e a Conmebol pedem fim de cânticos ofensivos no futebol

Cidade do México, 16 jun (EFE).- A Conmebol e a Concacaf pediram de forma conjunta nesta quinta-feira o fim de cânticos ofensivos e discriminatórios nos jogos de futebol, como o já antigo grito de "puto" antes de cobranças de tiro de meta no México, que no Brasil foi trocado pelo termo "bicha".

"Estas ações têm de parar, pois não refletem o verdadeiro espírito do futebol e vão contra o respeito pelo adversário, um valor esportivo essencial em qualquer competição", disseram os dois organismos em comunicado conjunto.

As entidades reitoras do futebol no continente manifestaram no documento o compromisso com a promoção do fair play durante a Copa América, que está sendo disputada nos Estados Unidos. A nota lembra que antes do torneio foi realizada a campanha Celebre a Diversidade, com o apoio das 16 seleções participantes.

Nos estádios, o comitê organizador oferece serviços de segurança e de às pessoas que possam se ver afetados pelos cânticos, além de tomar medidas para evitar a segurança delas seja colocada em risco.

"Convocamos todos os amigos do futebol para que se unam a esta iniciativa e juntos possamos erradicar estes comportamentos ofensivos e garantir a comodidade e segurança de todos nos estádios", dizem Conmebol e Concacaf.

Durante alguns partidos da Copa América, o grito de "puto", bastante enraizado no futebol mexicano, foi ouvido com frequência. O termo é considerado ofensivo e homofóbico e foi condenado por diversos organismos, inclusive pela Fifa, que já multou a Federação Mexicana de Futebol (Femexfut).

A Femexfut vem realizando uma campanha de publicidade com a participação dos três goleiros da seleção para pedir aos torcedores para pararam com essa atitude.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos