Japonês supostamente sequestrado pela Coreia do Norte em 1997 é reencontrado

Tóquio, 16 jun (EFE).- A polícia japonesa anunciou nesta quinta-feira que encontrou um homem que estava desaparecido desde 1997 e cujo caso era investigado pelas autoridades como um dos possíveis sequestros de cidadãos japoneses por parte da Coreia do Norte.

Kazuya Miyauchi, de 51 anos e original da Prefeitura de Fukui (oeste do Japão), foi visto pela última vez por seus familiares quando tinha 32 anos.

Miyauchi foi encontrado e identificado pela polícia local no início de junho, segundo explicou hoje um porta-voz policial em declarações recolhidas pela agência japonesa "Kyodo".

O porta-voz descartou que o até agora desaparecido tenha sido vítima de um sequestro e não ofereceu mais detalhes sobre seu paradeiro durante as duas últimas décadas.

Seu nome tinha sido incluído pelas autoridades japonesas na lista de 800 pessoas desaparecidas no Japão sem razão aparente e consideradas como possíveis casos de sequestros pelo regime norte-coreano.

O Japão sustenta que entre 1977 e 1983 pelo menos 17 japoneses foram sequestrados pela Coreia do Norte para dar aulas de cultura e idioma em seus programas de adestramento de espiões.

Em 2002, Pyongyang reconheceu vários dos sequestros e devolveu cinco pessoas ao Japão, embora tenha afirmado que os 12 restantes ou morreram ou nunca pisaram em solo norte-coreano, uma versão que causou desconfiança no Executivo de Tóquio.

No Japão, muitas famílias de desaparecidos acreditam que o regime dos Kim pode tê-los sequestrado, e em 2014 a polícia japonesa elevou a mais de 800 os casos investigados a este respeito.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos