Soldado mata a tiros 7 pessoas, incluindo 3 crianças, em quartel de Uganda

Campala, 16 jun (EFE).- Um soldado matou nesta quinta-feira a tiros sete pessoas, incluindo três crianças, em um quartel militar de Campala, capital de Uganda, e posteriormente se suicidou, informou o Exército do país.

"Quatro mulheres e três crianças estão entre as vítimas em Makindye. Uma das mulheres é uma soldado", explicou o porta-voz do Exército, o coronel Paddy Ankunda, através de sua conta oficial no Twitter, explicando que outras duas pessoas ficaram feridas.

O tiroteio aconteceu esta tarde, quando o soldado foi ao quartel de Makindye procurar sua mulher - também membro do Exército - com a intenção de matá-la e, ao não encontrá-la, começou a disparar indiscriminadamente, segundo a imprensa local.

No entanto, as autoridades não deram mais detalhes sobre o fato e asseguraram que abriram uma investigação para esclarecer o que aconteceu.

"Estamos de luto", declarou o porta-voz militar após mostrar sua tristeza com o ocorrido.

O quartel de Makindye, que acolhe a unidade de elite do Exército ugandense, fica muito perto do centro financeiro de Campala.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos