Boko Haram mata 18 pessoas em funeral na Nigéria

Yola (Nigéria), 17 jun (EFE).- Pistoleiros do grupo fundamentalista islâmico Boko Haram mataram 18 pessoas após abrirem fogo contra os presentes em um funeral no estado nigeriano de Adamawa, no nordeste do país, informaram nesta sexta-feira à Agência Efe fontes policiais.

Este novo atentado aconteceu na noite de quinta-feira durante um velório no remoto povoado de Kuda-Kaya, explicou o porta-voz da polícia de Adamawa, Othman Abubakar.

Os pistoleiros chegaram ao velório em motocicletas e dispararam indiscriminadamente contra os presentes, contou à Agência Efe Mohammed Fika, um dos sobreviventes do massacre.

"O ataque pegou o povo de surpresa, já que pensava-se que os insurgentes já não eram capazes de realizar este tipo de ações, depois que o Exército afirmou ter destruído os mesmos", afirmou Fika, que acrescentou que a maioria das vítimas é formada por mulheres.

Apesar de ter perdido boa parte dos territórios controlados, o Boko Haram segue cometendo atentados na Nigéria e nas zonas fronteiriças de países vizinhos como Níger e Camarões.

Só em 2015, o grupo jihadista matou mais de 3 mil pessoas apesar de seu enfraquecimento e da crescente pressão militar dos países da região.

Segundo as autoridades nigerianas, nos cinco últimos anos o grupo terrorista assassinou cerca de 12 mil pessoas.

Boko Haram, que significa em línguas locais "a educação não islâmica é pecado", luta por impor um Estado islâmico na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e cristã no sul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos