Dois feridos do massacre de Orlando deixam hospital

Miami, 17 jun (EFE).- Dois dos 53 feridos no massacre de Orlando, nos Estados Unidos, no qual 49 pessoas morreram, tiveram alta, enquanto outros seis continuam em estado crítico, informou nesta sexta-feira o grupo Orlando Health.

Esta organização, que administra o Centro Médico Regional de Orlando, para onde foram levados 44 dos 53 feridos, informou hoje que 23 feridos continuam hospitalizados.

A rede de hospitais informou que, do total dos 44 pacientes que foram internados após o tiroteio ocorrido na madrugada do domingo na boate gay Pulse, 12 já tiveram alta.

Desde que começaram a chegar os feridos, o Centro Médico Regional de Orlando, situado a poucas quadras da boate, realizou 52 operações, informou a Orlando Health.

Dos 44 pacientes internados no Centro Médico Regional de Orlando por causa do tiroteio, nove morreram pouco após chegar ao hospital devido à gravidade de seus ferimentos.

Dos 23 pacientes ainda internados, explicou o Orlando Health, quatro estão em "estado reservado", um menos que há dois dias, e 14 em estado estável, também um menos que no último dia 15, mais os seis em estado crítico, número que se manteve inalterado.

Os cirurgiões deste centro médico explicaram em entrevista coletiva nesta terça-feira que o vivido aquela noite no hospital se parecia com uma "cena de guerra", devido aos ferimentos que os pacientes apresentavam, causados por tiros de uma arma de "grosso calibre".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos